Alunos da rede municipal em Cuiabá-MT participam da Maior Aula de Natação do Mundo

A Prefeitura de Cuiabá marcou presença na Maior Aula de Natação do Mundo. Cerca de 90 alunos, de três escolas da rede municipal de ensino, compareceram ao evento. A ação, que aconteceu de forma simultânea em mais de 20 países do mundo, visando conscientizar a população sobre a importância de ensinar as crianças e jovens a nadar como forma de evitar o afogamento.

As escolas participantes foram: Professor Ezequiel de Siqueira, Professora Maria Dimpina, e São Sebastião. Em Cuiabá o evento ocorreu na academia Medley.

Para a assessora pedagógica de Programas e Projetos da Secretaria Municipal de Educação, Andreia Foratto, a parceria entre escola e demais entidades é primordial no trabalho preventivo com as crianças.

“Incluir a prevenção do afogamento nas escolas é o primeiro passo para que a criança aprenda como proceder nestas situações. Uma vez tendo o conhecimento, ela certamente saberá como agir sem colocar a própria vida m risco”, ressaltou.

Já a coordenadora da academia, Patrícia Marchesin, conta que a aula dura 30 minutos, e embora o titulo seja “A Maior Aula de Natação do Mundo” ( do inglês: World’s Largest Swimming Lesson), não se trata de aulas de natação, mas sim um trabalho de conscientização sobre o problema do afogamento. “A natação salva vidas e isso [o afogamento] tem solução”, justificou.

“As pessoas não aprenderão a nadar nesta meia hora. O objetivo aqui é conscientizar a sociedade sobre a importância vital de ensinar as crianças a nadar desde pequenas, para ajudar a prevenir o afogamento, que é a segunda causa de morte acidental, de crianças com idade abaixo de 14 anos, no mundo”, frisou.

A Maior Aula de Natação do Mundo já tem cinco registros no livro dos recordes Guiness Book. O mais significativo deles foi em 2016, com 40.298 participantes em 24 paises. As atividades são gratuitas e podem participar pessoas de todas as idades.

Maior aula do Mundo

O evento foi criando nos Estados Unidos em 2010, justamente por causa de o país registrar um número alarmante de mortes por afogamentos. Desde 2010 pelo menos 155 mil crianças e adolescentes já participaram do evento em todo o mundo. Em 2015, foram 38.170 pessoas de 22 países participantes. No Brasil foram 3.329 participantes, conquistando a segunda posição entre os 22 países que aderiram à ação.

Pármenas Alt28,044 Postagens

A estrada é longa e o tempo é curto. Não deixe de fazer nada que queira, mas tenha responsabilidade e maturidade para arcar com as consequências destas ações.

Deixe um comentário